sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Chão


Com o corpo cansado, a alma já não trina.
Os pés desejam o chão;
As costas pedem o chão;
Os olhos pedem o chão; 
As mãos desejam tatear o chão; 
A boca, até a boca, pede por beijar o chão;
Sagrado do que posso chamar de Lar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário