quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Posse




Seu nome,
Me subiu à boca,
passeou os lábios,
enrolou na língua
e engoli.
Assim como quem engole
o vômito.

Afoguei na primeira
e última letra.

Deve ser por isso que guardo silêncio.
Assim não dito.
Engolido.
Não digerido,
é meu.

foto by Kecia http://www.pinterest.com/pin/145874475401300992/

Um comentário:

  1. O silencio é o grito de nosso mais profundo intimo.
    Muito bom.
    Estava ausente daqui.
    Abraços

    ResponderExcluir