segunda-feira, 29 de abril de 2013

A chama






Se à pele;
As bocas e os avessos;
A flor e o começo;
O Irreal,
porta do indizível.
E mais,
e mais...
Mais e...

Nenhum comentário:

Postar um comentário