sábado, 9 de junho de 2012

Lamento da Amazona

Sempre quis ser uma Ninfa.
A alvura, indefesa.
Lânguida;
Inocente de sua nudez.
Casta.

Mas o deus zombador me fez assim,
ciente das minhas faltas.
Ligeira sempre em fuga.
Trazendo nas mãos as garras.
Filha de Centauro.
Armada.






A Plêiade Perdida, de William-Adolphe Bouguereau (1884)

Nenhum comentário:

Postar um comentário