sábado, 7 de abril de 2012

Possessão

Por que me nega o direito
De violar;
De te violar o peito;
Romper seu silencio?
Por que me nega a sorte
De te esmiuçar por dentro;
De te vasculhar os sótãos;
De te refletir em mim?
Espelhos.
Por que me nega?
Por que não me permite?
Por que não me abre as portas?
Uma dentro outra.
Labirintos e labaredas.
Uma dentro outra.
Por que me nega os espaços;
Me nega as faltas?
Por que não me permite a palavra dita?
Por que não me permite o acesso?
Intravenoso.
Veneno.
Por que não me permite a quase morte?
Te ter em mim e me morrer aos poucos para nascer em ti?
Por que não me permite em ti?
Me nega.
Doente e lascívia.
Uivando.
Te ter entre meus dentes.
Me ter entre teus pêlos.
Por que não me permite?
Rasgar teu peito e me instalar em abrigo?

 By Gael Hollard http://www.fotoblur.com/images/344923

5 comentários:

  1. Olá Katia !!

    Gostei dos labirintos e labaredas...

    ResponderExcluir
  2. Katia! Senti-me ferver novamente o sangue! A ecatombe dantesca da juventude! A força em borbotões! Tua Possessão é o encorajamento para a beleza da vida :- resumida em Doente e lascívia uivando ! Rasgar teu peito e me installer em abrigo ! ( por Katia ! )

    ResponderExcluir
  3. Intrigante! Este é o nosso idioma. Linguagem Katiana, se é que se pode traduzir o que diz a alma.

    ResponderExcluir