sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Revirei albuns antigos à procura de passado.
As lágrimas fugiram lentas.
Chumbo fundido sobre a face.
Num último suspiro limpou meus porões.
Incontido o grito de espanto.
Quando atacadada pelo sentimento,
De nada.

Um comentário:

  1. Quando as lagrimas entram em erupção e fazem esta lavagem na alma, e deixa o coração liberto.
    Bela viagem katia, com aplausos na aterrissagem.
    Meu terno abraço.

    ResponderExcluir