domingo, 15 de maio de 2011

Vôo

Vai meu Amor.
Roube da vida o que me foi negado.
Ilumine a noite com seu sorriso breve.
Vai meu Amor,
Corra-me o mundo,
Coma-me a carne,
Ria-me.
Pense-me.
Seja-me.
Vai meu Amor.
É livre.
Sorva-me a poesia derradeira;
Que ilumino seus passos.

Um comentário:

  1. Belo poema,Katia. E adorei essa imagem, quanta liberdade.

    PARABÉNS.

    beijo

    ResponderExcluir