sexta-feira, 23 de outubro de 2009

E o que você tem com isso?




The Flute Player (The Little Siren) - Camile Claudel


Eu amo.
Se o que eu penso ser amor não for...
não me importo.
Mas amo, assim mesmo!
A despeito de qualquer coisa.

Des-amo também...

Amo as pequenas mentiras.
Desculpas mirabolantes às grandes faltas.
A negligencia.
E logo em seguida...
lá estou eu amando de novo.

"Não há brecha para meio termo."
Mas eu amo...
E desamo a todo tempo,
E amo novamente,
ridículamente.
Indiferente.
À essa dor..
Bem aqui, no meio do peito.
Me falta o ar...
Amor?
Infarto?
Não sei...
Ou é saudade latente?

Os cabelos prateando,
e eu amo...
Assim descaradamente.
Sofrendo e me alegrando com nada.
Sorrindo e chorando.

O amor.
Que não sei se é amor.
...E ... - Ei moço!!!
Me diz uma coisa...
Sinceramente...
Se é meu, não seu.

O que você tem a ver com isso?



Blogged with the Flock Browser

5 comentários:

  1. Poxa é realmente muito realista e profundo:
    "Bem aqui, no meio do peito.
    Me falta o ar...
    Amor?
    Infarto?
    Não sei...
    Ou é saudade latente?"
    A confusão entre falta de ar, amor, a dúvida e o enfarto, isso é muito real.

    ResponderExcluir
  2. kkk é verdade.. o amor é fisico kkkk

    ResponderExcluir
  3. Físico -químico - alquímico . E provavelmente Darwinista .

    beijo

    ResponderExcluir
  4. Adorei esse bom humor do texto...essas entrelinhas irônicas..

    Muito legal!!!

    Parabéns

    bju

    ResponderExcluir
  5. O Marinês... Ironia para mim é uma arte, feliz por fazer malabarismos nela rs... bj

    ResponderExcluir