quarta-feira, 29 de julho de 2009

Eu te amo muito, meu Amor.

Eu te amo muito, meu Amor.

Li essa frase hoje, de repente parei para pensar sobre ela... estranho né?
Eu te amo muito. Meu Amor.
É tão redundante, que chega ser .... circular.


Blogged with the Flock Browser

5 comentários:

  1. Olá Kátia

    Boa sacada .

    Amar o próprio amor projectado no outro .

    beijos

    ResponderExcluir
  2. danada vc Kátia, me remeteu ao poema abaixo.
    (guardadas todas,é claro,as infinitas diferenças,mas nem por isso menos interessante)

    Transforma-se o amador na cousa amada

    Transforma-se o amador na cousa amada,
    Por virtude do muito imaginar;
    Não tenho logo mais que desejar,
    Pois em mim tenho a parte desejada.
    Camões

    ResponderExcluir
  3. A Su, se toda frase remetesse alguém em algo tão lindo, eu me transformaria em analisadora de frases de remeter rs....

    Lindo o poema.... bjs

    ResponderExcluir
  4. kkk, gostei analisadora de frases.

    Leia o poema todo de Camões, vai gostar. bjs

    ResponderExcluir
  5. Puuxa,Valeu a visita! :)seu blog é beem interessante!

    ResponderExcluir