sábado, 25 de julho de 2009

Dia do Escritor


Silêncio.
Um rompante, súbito, sons, cheiros, palavras...
Palavras.
Palavras.
Palavras.
Dia da pessoa que reúne memórias que não são memórias. Que tira de si mesmo, e nem dele são.
Que diz coisas doces e amargas, sussuros e calúnias tiradas de um mesmo poço.
Brinca de Deus e Diabo.
Manipula, escolhe, domina e sofre.
Vive muitas vidas. Muitas escolhas.
Escolhas.
Essa é lei do escritor. A de escolhas.
Conflitos.
Enfim...
Um ser iluminado que nos transporta a outras dimensões, outros seres. Um ser completo.

Parabéns a todos.

Um comentário:

  1. Olá Kátia ;)

    Gosto muito do que escreve e a forma como escreve .

    Não sabia que é o seu dia! Parabéns !

    Mal tenho controle sobre o que escrevo rsss , simplesmente acontece
    e também não sofro pra escrever , pelo contrário , rio sozinho .

    beijos

    ResponderExcluir