domingo, 27 de julho de 2008

Co-Respondencia

Quantas vezes disse coisas que queria realmente dizer, porém, vestia-me com as vestes do lírico e fingia não ser eu dizendo. Ser somente palavras que saíram a esmo sem nada significarem.
Mentira.
Menti fingindo não querer dizer nada enquanto rasgava meu peito dizendo as verdades que eram tão secretas e obscuras até a mim mesma.
Quantas vezes num surto Holywoodiano, num "Leaves me alone" pedi por favor que fique, se interesse por mim.
Como diria Elisa Lucinda. "Se meta na minha vida. Meta. Remeta".

Nenhum comentário:

Postar um comentário