terça-feira, 17 de junho de 2008

maré

Sigo a maré.
E vamos levando assim, eu finjo que acredito numas coisas e você finge que não se importa com outras.
Nos fingimos que tudo segue o curso normal.
Tudo está dentro do combinado.
Já é tarde, adormeço.
Amanhã é outro dia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário