terça-feira, 1 de abril de 2008

Mulher calcinha de algodão.





O que há de errado com as mulheres calcinha de algodão?
Aquelas que não passam 24 hs do dia com a falta de conforto das rendas e meias 7/8.
Aquelas que só usam salto agulha em ocasiões especiais. E que se tiverem de que caminhar longas distâncias o bom e velho tenis é o sapato ideal.
Aquelas que amam jeans e camiseta branca.
Aquelas que maquiagem do dia-a-dia é o batom e o rímel.
Aquelas que dormem de calcinha de algodão e camiseta.
Aquelas que se os cabelos resolveram se revoltar naquele dia, amarram num rabo de cavalo e esquecem.
Mulheres que não tem vergonha de dizer que acordam durante a madrugada para assistir luta de boxe.
Mulheres que não gostam de vinho suave e gostam do sabor do Whisky.
Mulheres que não reclamam de ter a casa cheia de amigos, mesmo que seja para jantar sem avisar, em último caso pede uma pizza.
Celulite não é seu assunto principal.
E estria é uma coisa tão maternal.
Mulheres que são meio molecas.
A feminilidade dispensa subterfúgios.
A mulher calcinha de algodão é feminina pelo simples fato de ser mulher.
Ser fatal não significa necessariamente se parecer com a Sharon Stone.
Os homens sonham em ter uma mulher calcinha-de-algodão. E fantasiam com a Femme Fatale.

Quem entende?

Um comentário:

  1. Somente um porém...
    entre wisky e vinho suave, prefiro conhaque!

    ResponderExcluir